01 junho, 2015

Como é ter um cãozinho em casa?

Oi meninas, tudo bem? O post de hoje é de apresentação e explicação. Nele vou mostrar minha cachorrinha Lupita (Lupi para os mais íntimos hahaha), contar como cuido dela e dar dicas legais pra vocês!






Gente, eu ganhei essa pinscher (acho que escreve assim mesmo) da minha tia quando ela tinha 1 mês. Ganhei em fevereiro deste ano, hoje ela tem quase 5 meses.
Ela é uma fêmea muito dócil e carinhosa com os donos e conhecidos, maaaas... com estranhos ela é muito brava, e não só late, mas também corre atrás e morde kkkkkk
No começo, foi difícil fazer ela se acostumar longe da mãe e  do pai (ela não tinha irmãos), mas no fim deu tudo certo.
Ela chorava muito, tinha medo de dormir sozinha e achava o lugar e as pessoas estranhas.
Pra ela poder dormir sozinha durante à noite, eu coloca um relógio do lado da caminha dela, e deu super certo. Aprendi esse truque na internet, e sabem por que dá certo? Porque o tic tac do relógio lembra o barulho de batidas do coração, e assim o cão não se sente sozinho.
Mas não parou por aqui. O mais difícil foi ensinar a Lupi a fazer xixi e cocô no lugar certo kkkkk essa, sem dúvidas, é a tarefa mais difícil ;/
Comprei um líquido que chama pipi-pode e outro que chama pipi-não-pode... o pode pinga no jornal e o não pode pinga onde o cão não pode urinar. Se o cão fizer xixi onde não pode, você dá uma palmadinha de leve nele, esfrega o focinho dele de leve no xixi e depois esfrega, de novo e de leve o focinho do cão no jornal onde pingou o pipi-pode.
É triste, dá dó, mas infelizmente é só assim que eles aprendem... Mas tudo isso deve ser feito com carinho e sem violência em!
E por falar em dó, isso você vai sentir quando for levar seu cãozinho pra vacinar. A Lupi sempre chora, tadinha :'( e depois fica triste e febril, mas é só reação das vacinas. Ainda bem que ela já tomou todas as 3 doses e a vacina de raiva.
Ah, já ia me esquecendo que é necessário dar o remédio de verme em... é outra tarefa difícil. A minha cachorrinha nunca abre a boca por livre e espontânea vontade kkkkk mas eu sou mais esperta que ela, e passo leite em volta da seringa, e quando ela vai lamber, eu aperto a seringa e o remédio entra na boca dela. Aí sim ela engole ;p
Na hora do banho é uma luta... eu fervo a água e se tiver muito quente, misturo um pouco de água fria, assim a água fica morna... depois, despejo na banheira (sim, ela tem uma banheira kkkk), coloco a Lupi dentro e vou ensaboado o corpo dela com sabonete para cães, enxáguo com cuidado pra não molhar os ouvidinhos, depois passo o shampoo para cães filhotes, enxáguo novamente, passo a mão molhada umas três vezes no focinho dela até eu ver que está limpo, e depois tiro ela da banheira, tiro o excesso de água do corpo dela com uma toalha e parto pra sessão que ela adora: secar os pêlos com secador de cabelo na temperatura média (deixo os dois botões apertados no meio, assim não fica nem muito quente, nem muito frio). Penteio os pêlos dela, visto a roupinha limpa, e pronto!

Dá trabalho? Lógico que sim. Mas é satisfatório você chegar em casa depois de um dia cansativo de trabalho, abrir a porta e deparar com um cãozinho lindo te esperando na entrada, e vindo correndo em sua direção, latindo e pulando na sua perna pra chamar sua atenção, até você pegar ele (no me caso, ela) no colo e fazer muito carinho... isso é maravilhoso!
Sim, os animais merecem muito carinho, amor e valor, porque eles sabem de verdade o que significa amizade, respeito (porque eles respeitam, e muito) e o principal, amor!

Espero que tenham gostado do post...
Alguém aí tem um bichinho de estimação, que é da família, igual ao meu? Espero respostas aqui em baixo, nos comentários.

Beijos da May ;*



Um comentário:

  1. Eu amo cachorro!

    bj

    http://nandaaflordapele.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Quando comentar, deixe o link do seu blog. Assim, irei retribuir sua visita... e se seguir, deixe escrito nos comentários, que seguirei de volta!

Obrigada por comentar, volte sempre :)
Beijos ;*

 renata massa